MUDAMOS!!!!!

Visite também o meu novo blog, ainda mais divertido e interessante! Acesse o Estante Nerd!

**

Depois de um ano e meio tendo o Blogspot como casa chegou a hora do Reviews Quadrinhos crescer!!! O Reviews agora está se mudando pros domínios da Rede Gehspace. Agora a nova url do blog é http://gehspace.com/reviewsquadrinhos. Peço a leitores, amigos e perceiros que atualizem sua lista de favoritos.

All Star Superman

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

all star superman 1All Star Superman #1

All star Superman é uma investida da DC para competir com a linha de “Ultimates” da Marvel. Tanto na linha All Star quanto da Ultimate, as cronologias dos personagens não precisam ser seguidas, o que da muita liberdade para os roteiristas trabalharem com novos elementos em antigos personagens.

Em All Star Superman nos não vemos aquele Super Homem cheio de crises e preocupações que nem em sua revista mensal. O personagem é mais leve, despreocupado e confiante. Lex Luthor, por outro lado, continua cínico, brilhante e cruel.

Aqui Clark ainda não é casado com Lois, e ela não sabe que ele é o Superman. Além disso, o desenhista Frank Quitely mudou mudou a aparência de Lois: Agora ela é morena, quase latina, e não parece tanto com uma atriz pornô (leia-se peitos e bunda enormes), como costumeiramente aparece na revista mensal do super.

Os roteiros estão a cargo do competente Grant Morrinson, o que é quase certeza de que vem coisa boa. Já na primeira edição você já fica intrigado com o que vai acontecer no próximo número. Um ponto positivo nessa primeira edição é que Morrinson não perdeu muito tempo recontando a origem do Super Homem. Ele aproveitou a origem que todos nós já conhecemos (até mesmo quem não lê quadrinhos já ouviu falar pelo menos uma vez na vida na origem do Super, e nisso que Morrinson aposta) e a resumiu rapidamente.


All Star Superman

Roteiros de Grant Morrinson

Desenhos de Frank Quitely

Arte Final de Jamie Grant

Nota: Roteiro: 9,0 Arte: 9,0

Nota Final: 9,0

CQQ #10: Keitarô Urashima

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

keitaro urashima

Keitarô Urashima é um Ronin( termo japonês para aqueles que não conseguiram passar no vestibular) de vinte anos de idade. Graças a duas reprovações prestando o vestibular de direito da universidade de Tókyo, Keitarô Urashima, o "herói" do mangá Love Hina decide sair da casa dos pais e ir morar com sua avó na pensão Hinata.

Chegando lá, ele descobre através de sua tia que a sua avó resolveu viajar pelo mundo, mas antes disso transformou a pensa Hinata em um dormitório para meninas, e tinha deixado o próprio Keitarô como gerente, caso aceitasse o cargo. O resultado: As situações mais engraçadas que você pode imaginar num mangá.

Enquanto estuda para o vestibular ele conhece as moradoras da pensão: A nervosa, irritada e CDF Naru Narusegawa, a distraída e azarada Mutsumi, a jovem e ingênua Shinobu, Motoko,a praticante de kendô, a inventora de máquinas surreais e intrigante indiana Kaolla, a sedutora Mitsune e sua tia e administradora da casa de chá Hinata, Haruka.

Tartarugas voadoras, socos que fazem Keitarô voar por metros a fio (o que faz as moradoras da pensão acharem que Keitarô é imortal), lembranças do passado,aventuras por ilhas desertas, neuras adolescentes e horas de estudo jogadas fora fazem parte de Love Hina, gerando páginas e mais páginas de situações tão engraçadas quanto inimagináveis.
keitaro urashima

Dando uma geral na estória de Love Hina
Fonte: Wikipedia

Love Hina conta a história de Keitarô Urashima, um rapaz de 20 anos de idade que já foi reprovado várias vezes na Universidade de Tóquio (Toudai), mas continua tentando por ter feito uma promessa a uma garota há 15 anos atrás. Ele se torna um ronin, nome dado aos samurais sem mestre e que significa "estudante sem escola", mas que no caso se refere aos estudantes que tentam várias vezes o vestibular. Após ser expulso da casa dos pais, ele busca abrigo na pensão de sua avó, mas descobre que ela se tornou um alojamento feminino.

Entretanto, Keitarô consegue se tornar gerente (Karinin) do local: a partir daí, são narradas as desventuras de Keitarô com as moradoras, sempre numa atmosfera de muito humor. Na maior parte do tempo Keitarô surpreende-as nuas sem querer (quase sempre em uma onsen, ou terma japonesa) e recebe golpes fenomenais de artes marciais. Por isso, especula-se que Keitarô seja imortal.

love hina

Todas as moradoras o odeiam no início, mas aos poucos ele conquista suas atenções. Novos personagens aparecem, como Mutsumi e a tartaruga Tama-chan, cujo nome foi escolhido no Japão por um concurso entre os leitores.

Por causa de suas notas baixas, Keitarô estuda com a "número um" do cursinho, Naru Narusegawa. Depois Mutsumi Otohime se junta a eles, estudando para os três passarem no vestibular. Forma-se um triângulo amoroso entre eles, enquanto todos conseguem passar, finalmente. A partir daí, devido a uma série de eventos, Keitarô não consegue matricular-se na universidade.

Nos últimos volumes do mangá, aparece Kanako, a irmã de Keitarô, que nutre uma paixão incestuosa por ele e se torna gerente da pensão enquanto ele está no exterior. Mas Keitarô volta para botar ordem na casa, ele e Naru finalmente começam a namorar após resolver muitos problemas causados pela irmã Kanako. O final não esclarece realmente se a Naru é a "garota prometida", mas uma promessa eles cumprem que é a de entrar e estudarem juntos na universidade Toudai. A versão em anime não mostra eles se casando, deixando para imaginação de quem assistir o desenho.

***

Leia também: O vilão vestibular




Carnaval dos Quadrinhos das Quartas #10

carnaval quadrinhos


Essa é a edição número 10 do CQQ e queríamos que ela fosse diferente. Chamamos vários blogueiros que não escrevem sobre quadrinhos para dar sua contribuição, falando sobre sua revista ou personagem favoritos. O Daniel do Blog do Hiroshi fez um texto de comemoração as 10 edições do Carnaval dos Quadrinhos!

O Carnaval dos Quadrinhos das Quartas começou no dia 5 de Dezembro de 2007, com a edição #0, sem nenhum tema específico. De lá para cá, desde que começamos a numeração oficial, fizemos um top 10 dos quadrinhos, escolhemos nossos vilões favoritos, e começamos a rodar, rabiscamos sobre as armas mais poderosas do universo, quadridekamos sobre cenários dos quadrinhos, revisamos a ligação entre quadrinhos e cinema, no Busilis falamos sobre sagas, na Toca do Calango tratamos de terror, acessamos HQs antigas, falamos sobre contadores de histórias no cibertron até, enfim, chegarmos ao número 10. Este. E o que vamos falar no número 10, sobre tudo. Cada participante vai falar sobre uma história, revista ou personagem que mais gosta e mais acha interessante falar sobre ele. E ampliamos esse convite a todos aqueles que ainda não participam do CQQ, não que eles não possam postar em qualquer edição, mas como essa edição trata de um assunto mais genérico, fica mais fácil para todo mundo expressar sua opinião.
Zagor Gigante fala sobre Zagor
Ken Parker fala sobre Ken Parker
Hellblazer no Busilis
Uma Malla pelo Mundo fala da Turma da Mônica
Blogosferrado fala do Cebolinha
Quadrideko fala sobre Batman no Túnel do Tempo.
A equipe Zine Acesso falou de Asilo Arkham, Incrível Hulk, Reino do Amanhã, Crise nas Infinitas Terras e Preacher.
Blog do Hiroshi fala sobre os Lanternas Verdes
Continue? fala sobre o Flash.

Lançamentos da DC e da Marvel

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

kick ass marvel

Lendo o Melhores do Mundo encontrei essas notícias. Marvel e DC irão fazer lançamentos interessantes. Vamos primeiro ao da Marvel. Leia abaixo a sinopse da Marvel:

Trata-se de um gibi de Mark "guerra civil" Millar chamada "Kick Ass". Nome legal não?
Você sempre quis ser um super-herói? Já sonhou em vestir uma máscara e sair chutando bundas por aí? Bem, este é o gibi pra você! Kick-Ass é onde os super-heróis realistas alcançam um outro nível! Roteiros de Mark Millar e arte de John Romita Jr.


Ah sim, a Marvel lançou um vídeo viral pra promover essa HQ.


Por parte da DC temos a mini em seis edições do Besouro Bisonho. Ele foi um personagem inimigo do super homem na década de 80, mas agora volta numa mini que tem o único intuito de zoar as recentes sagas da DC, crise de identidade, crise infinita, 52, etc.

besouro bisonho

Bom, se quiser maiores informações (e ilustrações também, por que não?) clique aqui e aqui.

Planetary X Liga da Justiça



Planetary/LJA - Terra Oculta

Depois do especial Planetary/Batman agora a Pixel lança por aqui Planetary/Liga da Justiça. Esse especial foi lançado originalmente em 2002 nos EUA e só agora é lançado por aqui. Antes tarde do que nunca, certo?

Essa história é no melhor estilo "O que aconteceria se...", e não tem ligação com as cronologias de Planetary e da revista mensal da Liga. Nesse universo ( dimensão paralela, realidade alternativa, uma das terras do multiverso DC ou qualquer coisa que o valha) o Planetary foi corrompido pelo excesso de poder. Elijah Snow se tornou uma espécie de empresário "dono do mundo", e Jakita Wagner, Ambrose Chase e O Baterista são seus subalternos que o ajudam a manter o controle sobre o planeta.

O Planetary acumulou ao longo do tempo as mais diversas tecnologias, terrestres e alienígenas, e usaram apenas aquelas que pudessem lhe trazer lucro, escondendo as demais. O Planetary se tornou uma empresa próspera, com os direitos sobre toda a tecnologia usada no planeta e matavam qualquer um que se opuse-se a eles. O problema foi quando cruzaram os caminhos de Diana, Bruce e Clark.

Nem mesmo os parentes dos três heróis escaparam da sede de poder do Planetary. Movidos pela vingança pessoal e pelo desejo de justiça, os três se unem para investigar e derrotar os menbros do Planetary. Nessa realidade criada por Warren Ellis a Liga da Justiça nunca chegou a existir (spoiler, porque o pai de Bruce, que iria forma a LJA para lutar contra o Planetary, foi morto por Elijah Snow) e por isso esse é o primeiro encontro entre Mulher Maravilha, Batman e Super Homem.

Infelizmente o roteiro de Planetary/LJA não ficou tão bom quanto o de Planetary/Batman. Apesar de ser sim um bom cross-over e estar acima da média para especias desse estilo, ficou um pouco a desejar. O Baterista tem uma participação medíocre, podendo até mesmo ter sido cortado da revista que não iria fazer falta. A luta entre Jakita e Diana ficou "faltando partes" (vemos Diana apanhando feio e possivelmente até mesmo sendo morta por Jakita, e depois sem mais nem menos ela aparece e mata Snow...) e quando chega o final da revista você ser pergunta, "Ué, acabou? Mas é isso o fim?" Segue o comentário do leitor Rafael Felga, na comunidade de Pixel no Orkut: "Achei o início legal. A trama tava se desenvolvendo e tal. Eu fiquei com a seguinte impressão: O Ellis viu que tava acabando as folhas e que não tinha mais espaço pra escrever. Ai ele fez aquele final....".

A arte da dupla Jerry Ordway e David Baron está muito boa. O formato 20,2 X 29,0 cm, igual ao re revista como Veja, Istoé, Época, realça a arte e aumenta o prazer do leitor em contemplar os desenhos. Minha crítica a arte de Ordway fica em relação ao rosto da Mulher Maravilha, que parece envelhecida. Talvez tenha até sido essa a intenção dele. Os rostos dos outros personagens as vezes também estão muito rabiscados, mas nada que chegue a estragar a leitura.

Enfim, é uma boa aquisição, mas se você não for realmente fã do Planetary ou da Liga da Justiça eu recomendo pensar duas vezes, afinal são R$11,90 por 52 páginas.

Em tempo: Alguém achou o Popeye? Hehe, eu achei, ele está na página 6.

Planetary/Liga da Justiça

Roteiro de Warren Ellis
Arte de Jerry Ordway
Cores de David Baron

Notas:
Roteiro 8,0 Arte 9,0
Nota Final:8,5
***

Leia também: Batman/Planetary

Super trunfodões parte 3

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008


E já saiu a terceira parte do super trunfodões do Zine acesso. A terceira parte conta com fodões como o Hanibal Lecter, Dwitgh (Sin City), Jason e Tyler Durden (O clube da luta). Entre no Zine Acesso e imprima os seus!

Framboesa de ouro 2008 e Lindsay Lohan dançando no poste





O Omelete divulgou a lista dos ganhadores do Framboesa de ouro 2008, uma espécie de oscar às avessas. O Framboesa é dado aos piores filmes e atores do ano que se passou. Entre os "contemplados" aparecem nomes como Lindsay Lohan e Eddie Murphy. A Lindsa não é surpresa, além de gostosa ela não é nada mais que gostosa, mas o Eddie já teve dias mais felizes... Aliás, o fracasso de filme de Lindsay foi tão grande que aqui no Brasil ele nem passará pelos cinemas (menos mal), saíndo direto para DVD (quem vai comprar isso? Provavelmente pessoas pouco interessadas no filme e mais interessadas em ver a Lindsay com roupas de stripper, dançando no poste...).

Confira a lista completa dos indicados e os respectivos ganhadores, em negrito

Pior Filme

  • Eu Sei Quem me Matou
  • Bratz
  • Acampamento do Papai
  • Eu os Declaro Marido e... Larry!
  • Norbit

Pior Ator

  • Eddie Murphy (no papel de Norbit em Norbit)
  • Nicolas Cage (Motoqueiro Fantasma, A Lenda do Tesouro Perdido: O Livro dos Segredos e O Vidente)
  • Jim Carrey (O Número 23)
  • Cuba Gooding, Jr. (Acampamento do Papai e Norbit)
  • Adam Sandler (Eu os Declaro Marido e... Larry!)

Pior Atriz

  • Lindsay Lohan como Aubrey (Eu Sei Quem me Matou)
  • Lindsay Lohan como Dakota (Eu Sei Quem me Matou)
  • Jessica Alba (Awake, Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado e Maldita Sorte)
  • Logan Browning, Janel Parrish, Nathalia Ramos & Skyler Shaye - Pelo preço de uma! (Bratz)
  • Elisha Cuthbert (Captivity)
  • Diane Keaton (Minha Mãe Quer Que Eu Case)

Pior Ator Coadjuvante

  • Eddie Murphy como Sr. Wong (Norbit)
  • Orlando Bloom (Piratas do Cocô-ribe: No Fim da Inteligência)
  • Kevin James (Eu os Declaro Marido e... Larry!)
  • Rob Schneider (Eu os Declaro Marido e... Larry!)
  • Jon Voight (Bratz, A Lenda do Tesouro Perdido: O Livro dos Segredos, September Dawn e Transformers

Pior Atriz Coadjuvante

  • Eddie Murphy como Rasputia (Norbit)
  • Jessica Biel (Eu os Declaro Marido e... Larry! e O Vidente)
  • Carmen Electra (Deu a Louca em Hollywood)
  • Julia Ormond (Eu Sei Quem me Matou)
  • Nicolette Sheridan (Operação Limpeza)

Pior Par

  • Lindsay Lohan & Lindsay Lohan como a Yang do seu próprio Yin (Eu Sei Quem me Matou)
  • Jessica Alba & Hayden Christensen (Awake)
    ou Dane Cook (Maldita Sorte)
    ou Ioan Gruffudd (Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado)
  • Qualquer combinação de dois personagens descerebrados (Bratz)
  • Eddie Murphy como Norbit & Eddie Murphy como Sr. Wong
    ou Eddie Murphy como Rasputia (Norbit)
  • Adam Sandler & Kevin James
    ou Jessica Biel (Eu os Declaro Marido e... Larry!)

Pior Refilmagem ou Cópia

  • Eu Sei Quem me Matou (cópia de Hostel, Jogos Mortais e The Patty Duke Show - comédia familiar de 1963)
  • Uma Casa de Pernas Para o Ar (Refilmagem/Cópia de Lar, Meu Tormento, de 1948)
  • Bratz (Uma paródia de si mesmo!)
  • Deu a Louca em Hollywood (Paródia de todos os filmes que parodia)
  • Who's Your Caddy? (Cópia de Clube dos Pilantras)

Pior Prelúdio ou Seqüência

  • Acampamento do Papai

  • Aliens Vs Predador 2
    A volta do Todo Poderoso
    Hannibal - A Origem do Mal

  • O Albergue: Parte II

Pior Diretor

  • Chris Siverston (Eu Sei Quem me Matou)
  • Dennis Dugan (Eu os Declaro Marido e... Larry!)
  • Roland Joffe (Captivity)
  • Brian Robbins (Norbit)
  • Fred Savage (Acampamento do Papai)

Pior Roteiro

  • Eu Sei Quem me Matou (escrito por Jeffrey Hammond)
  • Acampamento do Papai (Roteiro de Geoff Rodkey e David J. Stem & David N. Weiss)
  • Deu a Louca em Hollywood (escrito por Jason Friedberg & Aaron Seltzer)
  • Eu os Declaro Marido e... Larry! (escrito por Barry Fanaro e Alexander Payne & Jim Taylor)
  • Norbit (roteiro de Eddie Murphy & Charles Murphy e Jay Sherick & David Ronn)

Pior Desculpa para um Filme de Terror (Nova categoria)

  • Eu Sei Quem me Matou

  • Aliens Vs Predador 2
  • Captivity

  • Hannibal - A Origem do Mal
  • O Albergue: Parte II
E agora, pra relaxar, Lindsay Lohan no "filmaço", Eu sei quem me matou.



lindsay lohan eu sei quem me matou

lindsay lohan strip

Top 5 Links que você deve ver

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008


O primeiro link de hoje merece ser divulgado a todos os cantos do mundo! Trata-se do Torneio Sargento Hartman de cascas-grossas do cinema (e TV) de ação #1, criado pelos Melhores do Mundo (não, não é a turminha do Joseph Klimber). Trata-se de porradaria da mais alta responsa!
melhores do mundo

O segundo link é da entrevista que o site Omelete fez com o diretor e pai de todos os zumbis, George A. Romero
george romero

O terceiro link é de um texto do Boteco Busilis, sobre como tratar sua musa inspiradora.


O quarto link é sobre o game GTA Tropa de Elite!
gta tropa de elite

E fechando o top 5 dessa semana, o Quadrideko com o post sobre a "nova gramática"
gramática

Arqueiro Verde 66 e Homem Aranha 73

green arrow 66
O novo jogo, parte 1

Nesse novo arco do arqueiro (ha, gostaram no trocadilho? Nem foi intencional!) que se inicia, vamos acompanhar o que aconteceu com ele depois do fim de Crise Infinita, no período em que Oliver Queen ficou desaparecido, até o momento em que ele volta pra Star City e se candidata à prefeito.

Após o ataque Star City, o filho de Oliver, Connor, levou ele e Mia para uma ilha. Lá eles se recuperaram e Oliver decidiu que eles não poderiam voltar pra Star City até terem se tornado melhores heróis do que nunca foram antes. Oliver contratou os melhores mestres de artes macias, armas, tecnologia, culinária (?!) para ensiná-los.

Apesar disso, Oliver não ficou satisfeito, pois seus professores eram todos "boas pessoas". Ele queria alguém de má índole, um assassino... Ele contrata o mestre do Exterminador, para ensinar tudo o que ensinou a ele, para assim Oliver conseguir deter o Slade de uma vez por todas.

A edição só fica boa mais pro final, quando a intenção de Oliver finalmente é revelada. Os próximos números desse arco prometem ser melhores. A arte desse edição está um tanto fraca. A anatomia de Oliver está um tanto estranha. Connor também está estranho, ainda mais com as cores que usaram: o cabelo e a barba estão um loiro-branco, contrastando com a pele muito morena. Há ainda também o fato de que Oliver e Connor parecem mais amigos do que pai e filho, visto que Oliver não aparenta ter mais do que 30 anos...

Roteiros de Judd Winnick
Desenhos de Scott McDaniel
Cores de Andy Ownes

Nota 6,5

***



spider man 538 A guerra em casa, parte 7 de 7

Esse vai ser o review mais curto que eu já fiz. Peter Parker fica com medo de morrer na batalha derradeira da Guerra Civil, e fica se despedindo de Mary Jane pelo celular.

Enquanto isso o rei do crime prepara uma emboscada. Ele manda um atirador matar Mary Jane e Tia May. No final das contas, como era de se esperar, Peter chega e o sentido aranha dispara. Ele salva Mary Jane e Tia May toma o tiro.

Todos nós já sabemos que em histórias em quadrinhos ninguém morre pra sempre. Quando se trata da Tia May então menos ainda. Acho que todo mundo já sabe que ela vai voltar.

Homem Aranha 73 (Amazing Spider Man 538)
Argumento: J. Michael Straczynski
Arte: Ron Garney
Arte-final: Bill Reinhold
Cores: Matt Milla

Nota 5,0

Leia também: Review Homem Aranha 72
Review Arqueiro Verde 65
A imortal Tia May

CQQ 9# Contadores de Histórias: Bill Willingham

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008


bill willingham
Vou dizer a verdade: Não conheço muito sobre o escritor chamado Bill Willingham. "Ora, mas por que diabos você resolveu falar dele no carnaval dos quadrinhos das quartas"? Bom, primeiro porque eu tinha certeza que nomes como Alan Moore, Frank Miller e Neil Gaiman estariam em posts de outros colegas de CQQ. E segundo porque Bill Willingham merece ser lembrado aqui nessa edição do CQQ, com o tema contadores de histórias.

Li apenas duas obras de Bill, Fábulas: 1001 noites e Fábulas: O último Castelo (ambas publicadas no Brasil pela Pixel Media). Eu, um leitor de histórias em quadrinhos acostumado a ler Liga da Justiça, Batman, Arqueiro Verde, Homem Aranha entre outros, tive um choque ao ler Fábulas.

fábulas 1001 noites

Vou tentar passar uma breve idéia do que é Fábulas. Lembram dos contos de fadas, com criaturas mágicas e animais que agem como humanos? Pois bem elas existem em planos paralelos ao nosso. Branca de Neve, Lobo Mau, Chapéuzinho vermelho, Os três porquinhos, o príncipe encantado, etc e etc, todos eles existem. Todos viviam felizes ("... e viverem felizes para sempre", lembram?) até que suas terras foram atacadas pelo "O adversário" (sim é esse o nome dele).

fables

Imaginem os exércitos dos filmes do Senhor dos Anéis. É mais ou menos isso que são as tropas de O Adversário. Acredito que Bill Willingham tenha pego uma inspiração da obra de Tolkien. Enfim, O adversário arrasou todas as terras de Fábulas, e elas para sobreviverem tiveram que vir para a nossa dimensão, para a nossa realidade. Branca de Neve, Lobo Mau, João pé de feijão, entre outros, vivem entre nós, disfarçadamente é claro. Muito resumidamente, é essa a estória.

fábulas

Bill Willingham re-lê as estórias de contos de fadas ao seu modo, as interliga numa única história que tem como fio condutor a luta pela sobreviência em meio a guerra. As fábulas que viviam cada um no seu reino, agora se unem para sobreviver, seja lutando em suas terras ou vivendo no nosso mundo.

fábulas

A sensibilidade de Willingham é algo ímpar. Impossível não se comover com a cena do sapo que vira rei ver sua família sendo morta diante dos seus olhos, sem poder fazer nada, porque o susto que os invasores causaram a ele fizeram ele voltar a forma de sapo. Ou ainda Branca de Neve relembrando seu sofrido passado ao lado dos sete anões, que não são tão bonzinhos como na estória original. A releitura desses personagens os deixa muito interessantes e atraentes, você fica preso a narrativa do começo ao fim, e não vê a hora de sair logo o próximo número.

fábulas


Felizmente a Pixel vai voltar a publicar as estórias de Fábulas por aqui, ainda esse ano, em sua nova revista mensal. Ponha um pouco de lado Liga da Justiça, Homem Aranha e etc, e faça com que Fábulas esteja no topo de sua lista de prioridades em histórias em quadrinhos para esse ano. Você NÃO VAI se arrepender.

papai noel



Para entender um pouco mais sobre as Fábulas de Bill Willingham leia o resumo da Wikipédia, clicando aqui. Para saber mais sobre Bill Willingham e sua obra, clique aqui para acessar seu site oficial e aqui para acessar sua comunidade no orkut.

bill willingham

***

Este post faz parte da edição #9 do Carnaval dos Quadrinhos das Quartas publicada no Cibertron.

Os outros participantes dessa edição são:

Blog do Hiroshi - Alan Moore
O Busilis - Stan Lee
Quadrideko - Frank Miller
Toca do Calango - Warren Ellis
Não Diga Nada - Howard Chaykin
Zine Acesso - Neil Gaiman

Cloverfield

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008


cloverfield poster

Como começar esse review? Bom, provavelmente você já sabe do que se trata o filme: Um monstro gigante, sem mais nem menos, invade Nova York e a destrói. E aí?
Bom, resumindo o filme é isso, uma espécie de Godzilla. Não é a tôa que um dos personagens do filme (será que podemos chamá-lo de personagem principal? Acho que sim.) está se mudando para o Japão, numa referência ao monstrengo.

Se o roteiro não é lá original a maneira como o filme foi filmado é (quase) original. Em vez daquela visão convencional, o produtor JJ Abrams (o mesmo do seriado Lost) optou por narrar o filme pela perspectiva de moradores de Nova York que estavam na cidade na hora do ataque. O filme todo é filmado como se fosse uma gravação amadora.

No começo você até esquece do monstro e começa a se involver na história dos personagens, como em qualquer filme. Até que tudo é subitamente interrompido pelo ataque do monstro. Daí em diante vemos as pessoas atordoadas tentando entender o que aconteceu, e o nosso cinegrafista amador captando tudo, com direito a tombos, perda de foco, falta de luz...

cloverfield

No final não tem happy end como o de costume em blockbusters. Praticamente todos os personagens com os quais o espectador tem contato morrem. E depois o filme acaba, pois não tem ninguém pra continuar filmando. Simples assim!

No final isso frustrou muita gente, diria que 99% das pessoas da sessão em que eu assisti o filme reclamaram do final. Não sabemos se o monstro foi destruído, não sabemos de onde ele surgiu e nem por que, não sabemos o que são aquelas aranhas... mas eu pergunto: e daí?

cloverfield

O filme cumpre sua missão: entretem, nos deixa tensos, nos causa emoções. A trama nos prende até o final, mas não minto que quando acabou ficou um gostinho de quero mais. Pra muita gente foi frustrante, mas pra min valeu o ingresso. Afinal, por que cobramos tanto explicações pra uma coisa que não tem explicação? Como explicar um monstro gigante, que não pode ser morto, destruindo Nova York? Como explicar a fantasia? Deixemos a imaginação fazer a parte dela, e como diria a nossa distinta Marta Suplicy, "relaxa e goza".

Cloverfield

Diretor: Matt Reeves
Roteiro: Drew Goddard
Elenco: Michael Stahl-David, Mike Vogel, Lizzy Caplan, Jessica Lucas

Nota: 7,5





Leia também: Review de Eu sou a lenda

10 quadrinhos mais vendidos nos States em janeiro


Saiu a lista das 10 HQ´s mais vendidas nos Estados Unidos em Janeiro/08. A DC denovo (se escreve de novo ou denovo?!? Fiquei na dúvida.) não tem sequer uma revista entre as 10 mais.

QtyRank

Index

Title

Price

Pub


Est.Qty

1

182.55

AMAZING SPIDER-MAN #546 BND*

$3.99

MAR


136,109

2

181.98

HULK #1*

$2.99

MAR


135,684

3

178.97

CAPTAIN AMERICA #34

$2.99

MAR


133,440

4

159.14

PROJECT SUPERPOWERS #0*

$1.00

DE


118,655

5

155.7

ASTONISHING X-MEN #24

$2.99

MAR


116,090

6

151.6

ULTIMATES 3 #2 (Of 5)*

$2.99

MAR


113,033

7

150.25

X-MEN #207 MC*

$2.99

MAR


112,026

8

145.5

AMAZING SPIDER-MAN #547 BND

$2.99

MAR


108,485

9

141.72

UNCANNY X-MEN #494 MC*

$2.99

MAR


105,666

10

140.99

AMAZING SPIDER-MAN #548 BND

$2.99

MAR


105,122


E aqui o ranking das 10 graphic novels mais vendidas

1

10.02

ULTIMATE X-MEN TP VOL 17 SENTINELS

$17.99

MAR


7,471

2

9.49

SAVAGE SWORD O/CONAN VOL 1 TP

$17.95

DAR


7,076

3

7.73

BUFFY VAMPIRE SLAYER OMNIBUS TP VOL 03

$24.95

DAR


5,763

4

6.84

KABUKI REFLECTIONS #9 (MR)

$5.99

MAR


5,100

5

6.31

X-MEN HC ENDANGERED SPECIES

$24.99

MAR


4,705

6

6.25

POWERS TP VOL 11 SECRET IDENTITY

$19.95

MAR


4,660

7

6.14

NEW AVENGERS PREM HC ILLUMINATI

$19.99

MAR


4,578

8

6.14

PRIDE O/BAGHDAD SC (MR)

$12.99

DC


4,578

9

6.13

BATMAN MAN WHO LAUGHS HC

$19.99

DC


4,571

10

6.03

STAR WARS DARK TIMES VOL 1 PATH TO NOWHERE TP

$17.95

DAR


4,496


Buffy em sétimo? Porra, quem lê isso? Veja o Top 300 de vendas das HQ´s clicando aqui e o Top 100 das Graphic Novels clicando aqui

DC divulga detalhes da Crise Final (Final? Tá bom...)


capa de crise final

Capa de Crise Final #1

O renomado escritor Escocês Grant Morrinson falou sobre a série Crise Final, da DC. Ele disse que "blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá a DC quer encher o bolso de dinheiro com mais uma mega-hiper-ultra saga safada que só vai esculhambar com o universo DC e não vai ter nada de bom e blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá mas importante é entrar concentrado e fazer o que o professor ta pedindo e dar 100% de si e conseguir os 3 pontos pra poder ajudar o time".

Fonte: Omelete

grant morrison
Grant Morrison rindo da cara dos trouxas que vão gastar dinheiro com essa série

Omelete entrevista com exclusividade o pai do apocalipse!

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008


O Omelete conseguiu uma breve entrevista com o diretor George A. Romero, o guru dos filmes de zumbis.Você não sabe quem é Geoarge A. Romero? Mas cumá?!?

Ainda mais uma lenda como Romero, que comparo a Bram Stoker. Enquanto o escritor de Dracula criou as regras para o universo dos vampiros, o diretor nova-iorquino criou sozinho o subgênero dos filmes de mortos-vivos, ou zumbis. Em sua série dos mortos, formada por A noite dos mortos vivos (Night of the Living Dead, 1968), O despertar dos mortos (Dawn of the Dead, 1978), O dia dos mortos (Day of the dead, 1985) e Terra dos mortos (Land of the Dead, 2005), Romero deu aos devoradores de carne humana uma estrutura que até hoje é seguida - em maior ou menor grau por todos que se aventuram nesse estilo, de Extermínio a Resident Evil.


Leia um trecho de entrevista:

Neste filme especificamente, qual é a mensagem que você gostaria que as pessoas aprendessem? O que você gostaria que elas levassem consigo ao final?

Se eu tivesse que sintetizar em uma só frase, seria "fiquem mais espertos". O maior problema, a meu ver, hoje é o público. As pessoas não se incomodam em fazer sua lição de casa. Elas simplesmente não sabem separar as coisas - acreditam em tudo o que ouvem nas suas "caixas", sejam elas quais forem. As pessoas têm que ficar mais espertas. Continuam mandando seu dinheiro a tele-evangelistas, continuam votando em idiotas. Sabe... ahahahaha. FIQUEM MAIS ESPERTAS! Ahahahaha.


Leia a versão Full da entrevista no omelete

Magias & Barbaridades


A partir de hoje, toda segunda feira, o Reviews Quadrinhos postará a webcomic Magias e Barbaridades a partir do número 01. M&B é feita pelo artista gráfico Fábio Ciccone e já tem inúmeras tirinhas publicadas em seu site magiasebarbaridades.com Essa é sua oportunidade de começar a acompanhar a saga do mago Remmil e do bárbaro Oc (não, não tem nada a ver com o seriado The O.C, antes que você pense em perguntar).
magias e barbaridades
Clique na imagem para ampliar
***

Leia também: Review de Magias & Barbaridades

Só filme da lei nesse post! Tropa de Elite, O Justiceiro e Batman


pôster poster tropa de elite
Apesar de não ter sido indicado ao Oscar, o filme Tropa de Elite ganhou o Urso de Ouro, honraria máxima do 58o. Festival Internacional de Cinema de Berlim. Parece que assim como aqui, lá fora o filme também está dividindo opiniões dos espectadores. O filme estréia em Março nos Estados Unidos.
***
punisher justiceiro
E o roteirista Kurt Sutter ficou puto da vida e pediu pra tirarem seu nome dos créditos do novo filme do Justiceiro. O cara disse que poucas idéias suas foram aproveitados no roteiro final. E segundo as declarações dele o próximo filme do Justiceiro não será grande coisa (infelizmente...):

"Minha visão, meu enfoque da franquia do Justiceiro era algo muito diferente. Tentei pegar Frank Castle dos quadrinhos e inseri-lo nas ruas reais de Nova York. (...) Sempre achei que deveríamos ver Castle em um cenário hiperreal. Joguei fora o primeiro esboço escrito por Nick Santora e recomecei da página um. Coloquei Frank numa Nova York real com vilões reais, policiais reais e relações reais. Para mim, o Justiceiro merece mais do que o enfoque tradicional dos filmes de super-herói. Aparentemente, eu era o único a pensar assim."

"O roteiro final, reescrito quase completamente por [Matt] Holloway e [Art] Marcum se tornou a perfeita fórmula da história em quadrinhos - história simples, diálogos muito óbvios e a inclusão de quantos personagens um filme permite. Estou certo de que os fãs da HQ vão gostar. O filme faz exatamente o que um filme de quadrinhos deve fazer - encher salas de cinema e preparar terreno para uma continuação", finaliza Sutter, cujos únicos créditos de roteirista antes do filme eram da série de TV The Shield, que ele produz".

Kurt Sutter está certo. Pra começar o Justiceiro não é um herói clássico. Ele MATA os bandidos. Ele é a lei. Segundo, a linguagem das histórias em quadrinhos é diferente da do cinema e se tem que levar isso em consideração na hora das adaptações.

Fonte: Omelete

***

E a DC e a Warner liberaram as primeiras imagens do animê do Batman. Esse animê servirá de complemento ao filme The Dark Knight. Se não me engano, li em algum canto da internet que mostraria o que Bruce Wayne fez no intervalo de tempo entre o primeiro e o segundo filme.

Fonte: Melhores do Mundo


***

Leia também: Novidades no Cinema: Indiana Jones 4, Diary of the Dead, Wolverine

Top 5 links que você deve ver

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008


Copiando a idéia do blog do Hiroshi, venho aqui apresentar 5 links que me chamaram a atenção nessa semana.

O primeiro é o do site MdM, com o disque 1-900-Nerd Girl!


O segundo é o do Zine Acesso, com a segunda parte do Super Trunfodões!

super trunfodões

O terceiro é o site http://www.thoo.com.br/, que contém muitas tirinhas, feitas pelo próprio dono , oGaúcho Felipe Acosta.

tirinha

O quarto é a coluna, A verdade está em Algures, do blog Uarévaa, falando nessa edição das galinhas mexicanas que botam ovos verdes, mas que na verdade são brancos.

ovos verdes

E a quinta e última, uma auto-promoção descarada. O meu post sobre o final da Guerra Civil Marvel

capa guerra civil 07

Novidades no Cinema: Indiana Jones 4, Diary of the Dead, Wolverine

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008


indiana jones 4 poster
Indiana Jones 4! Saiu o primeiro trailer!

(Quer assistir o trailer com uma qualidade melhor? Assiste no Omelete então porra!)

Esse vai ser um dos melhores filmes de aventura do ano, um dos mais aguardados ao lado de Batman - O Cavaleiro das Trevas. Ver Harrison Ford voltar a viver o carismático Mr. Jones depois de tantos anos será muito bom! Isso sem falar que tem toda uma geração (a qual me incluo) que nunca teve a oportunidade de ver um filme do Indy no cinema. Vai ser ducacete!
A data de estréia mundial está prevista pra 22 de Maio. Go Indy!
***
George A. Romero prepara mais um filme da sua saga de zumbis. O próximo filme se chamará Diary of the Dead. A sinopse? Tem zumbis, precisa mesmo de sinopse?
Bem, resumindo é o seguinte: Um grupo de jovens burros e loucos por sexo (clichê de filme de terror norte-americano), que aprontam altas confusões (sic), estão filmando um filme sobre zumbis e acabam encontrando zumbis de verdade! Bacana né?
diary of the dead
Veja mais fotos do filme no IMDB
Obrigatório para fãs do gênero, afinal é do pai dos filmes de zumbi, o Romero!
***
E a primeira foto do filme solo do Wolverine, que se passa antes das porcarias dos filmes dos X-men. Nada contra os X-men, mas os filmes baseados nas histórias em quadrinhos dos mutantes foram bem ruins, especialmente X-men 3.
wolverine x-men origins
Fonte: Omelete

Carnaval dos Quadrinhos das Quartas #8: Calvin e Haroldo

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008


Quando me disseram que o tema dessa semana do CQQ seria quadrinhos antigos logo eu pensei nos gibis da Turma da Mônica que eu lia quando era criança. Mas aí achei que não era tão antigo assim e pensei em escrever sobre Crise nas Infinitas Terras, da DC. Mas de última hora, graças a um post do Manicômio, decidi escrever sobre Calvin e Haroldo.
calvin e haroldo tirinhas
Na verdade não vou escrever nada novo sobre ele, vou deixar a Wikipedia falar por min. Afinal, o que eu posso dizer sobre estes dois personagens, o garoto e seu amigo imaginário, seu Tigre de pelúcia, e seu criador, Bill Waterson? Apenas que as tirinhas deixaram saudades em muitas crianças e adultos quando deixou de ser produzida em 1995. Me lembro até hoje das edições de domingo do Globinho, que vinham com Calvin e Haroldo, Hagar o Horrível, Os legionários, Urbano o aposentado entre outros, tudo isso colorido! Ah era muito bom! Me lembro que Calvin e Haroldo foi substituído por Zoe e Zezé, que não é tão ruim assim, mas teve a ingrata missão de substituir uma das melhores tirinhas já feitas na história.

***

Calvin and Hobbes (Calvin & Hobbes em Portugal, Calvin e Haroldo no Brasil) é uma série de História em Quadrinhos criada, escrita e ilustrada pelo autor norte americano Bill Watterson, e publicada em mais de 2000 jornais do mundo inteiro entre 1985 e 31 de dezembro de 1995, tendo ganho em 1986 e 1988 o Reuben Award, da Associação Nacional de Cartunistas dos EUA.

Calvin é um garoto de 6 anos cheio de personalidade que tem como companheiro Hobbes, um tigre que para ele está tão vivo como um amigo verdadeiro, mas para os outros não é mais que um tigre de pelúcia. De acordo algumas visões, as fantasias mirabolantes de Calvin constituem frequentemente uma fuga à cruel realidade do mundo moderno para a personagem, e uma oportunidade de explorar a natureza humana para Bill Watterson.

Ao fim de dez anos de publicação, os fãs consideram Calvin & Hobbes uma obra prima pela sua visão única do mundo, pela imaginação do protagonista e pelas situações insólitas que se estabelecem.

Watterson abandonou a criação que o tornou famoso em 1995, embora as tiras continuem em publicação em vários jornais, o brasileiro O Estado de S. Paulo.

A última tira original foi publicada a 31 de Dezembro de 1995.

calvin e haroldo tirinhas

A inspiração dos nomes de Calvin e Hobbes

O nome de Calvin foi inspirado no reformador religioso do século XVI, João Calvino, que discorreu, entre outros, acerca da depravação total do homem, ou seja, que o homem está naturalmente inclinado para promover o mal a seu próximo.

Hobbes recebeu o nome de Thomas Hobbes, o filósofo inglês do século XVII que tinha aquilo que Watterson chamou de "uma visão obscura da natureza humana", sendo o autor da famosa máxima "o homem é o lobo do homem", ou seja, cada homem é o predador de seu próximo.

De acordo com Watterson, a fonte dos dois nomes é entendida como uma piada para as pessoas que estudam ciência política e filosofia, e que poucas outras pessoas a iriam perceber.

História

Calvin e Hobbes foram inicialmente concebidos quando Watterson, trabalhava em um emprego com anúncios que ele detestava, que começou a devotar seu tempo ao cartunismo, o seu verdadeiro amor. Ele explorou várias idéias de tiras, mas todas foram rejeitados pelos sindicatos aos quais ele havia enviado. Watterson, entretanto, recebeu uma resposta positiva a uma tira, a qual retratava um personagem carácteristico (o personagem principal é o irmão menor) que tivesse um tigre de pelucia. Dito que estes personagens eram os mais promissores, Watterson começou uma nova tira centrada neles. O sindicato de impressa (United Features Syndicate) que lhe havia dado este conselho rejeitou a tira nova, e Watterson sofrer mais algumas rejeções antes do United Features Syndicate decidir aceitar.

A primeira tira foi publicada 18 de novembro de 1985, e a série transformou-se rapidamente um fenomeno editorial. Em 1 de Abril de 1987, somente dezesseis meses depois que a tira ter tido inicio, Watterson e seu trabalho foram apresentados em um artigo, pelos Los Angeles Times. Com Calvin e Hobbes, Watterson ganhou duas vezes o Reuben Award da National Cartoonists Society, na categoria de excelencia em cartunismo do ano, primeirament

e em 1986 e outra em 1988, sedo candidato mais uma vez em 1992. A Sociedade concedeu-lhe o prêmio o Tiras Humor em 1988. Watterson realizou duas tentativas de postergar a parada de escrever novas tiras, maio de 1991 a fevereiro de 1992 e de abril até dezembro de 1994. Em 1995, Watterson emitiu uma carta através da Universal Press Syndicate, a todos os editores cujos os jornais publicavam sua

tira. Contedo o seguinte:

Eu irei parar Calvin e Hobbes no final do ano. Esta não era uma decisão recente ou uma decisão fácil, e eu deixo com certa tristeza. Meus interesses entretanto mudaram e eu acredito que eu fiz o que eu podia fazer dentro dos estreitos prazo diários de entrega e dos pequenos painéis. Eu estou ansioso para trabalhar em um ritmo mais refrexivo e com menos compromissos artísticos. Eu ainda não me decidi sobre futuros projetos, mas meu relacionamento com a Universal Press Syndicate ira continuar.

Que tantos jornais desejaram publicar Calvin and Hobbes é uma honra que eu terei por muito tempo orgulho, e eu apreciei extremamente o apoio e complacência durante a última década. Desenhar esta historia em quadrinhos foi um privilégio e um prazer, e eu agradeço-o por me terem dando a oportunidade.

Bill Waterson

A 3.160ª e última tira foi impressa no domingo, 31 de dezembro de 1995.

calvin e haroldo Na última tira Calvin e Hobbes estam fora de casa, na neve, o que o deixa maravilhado e excitamento com a cena do inverno. O último painel mostra Calvin e Hobbes a zumbirem em cima de seu trenó, enquanto Calvin exclamara: “Vamos explorar!”

Merchandising

Ainda que obtenha recursos monetários de seus desenhos, Bill Watterson professa um sentimento anti-capitalista e anti-merchandising e proibiu expressamente a sua editora de vender os direitos para lançar no mercado uma panóplia de artigos baseados na BD. Por este motivo, Watterson passou vários anos em guerra aberta com a Universal Press e existem mesmo algumas tiras que fazem referência a esse conflito de forma muito pouco dissimulada.

No final, Watterson não permitiu o lançamento de qualquer merchandising exceto alguns artigos únicos de edição limitada como postais e posters originais que se tornaram item de colecionador. Apesar desta proibição, hoje em dia não é nada difícil encontrar camisas estampadas, porta-chaves ou adesivos para carros pirateados, com imagens de Calvin a dizer e a fazer coisas que nunca disse nem fez nos quadrinhos.

Na verdade, no começo da série, eu não era contra o merchandising, mas cada produto que pensei em criar parecia violar o espírito da tirinha, contradizendo a sua mensagem, e me afastando do trabalho que eu amava.
Bill Waterson

A proibição imposta por Bill Watterson ao merchandising da série significa também que nunca será criada uma série de desenhos animados, como aconteceu com Garfield e Snoopy.


calvin e haroldo na neve
***
Fontes
http://www.gocomics.com/calvinandhobbes/(site oficial)
Calvin e Haroldo na wikipedia
Conrad
calvin e haroldo tirinhas
***
carnaval dos quadrinhos
Este post faz parte da edição #8 do Carnaval dos Quadrinhos das Quartas, retratando Quadrinhos Antigos. A edição #8 está hospedada no Zine Acesso.

No Carnaval dos Quadrinhos das Quartas #8:
Zine Acesso relembrou Rom, o Cavaleiro do Espaço.
# A Toca do Calango dedurou O Agente Secreto X-9
# O Quadrideko escreveu sobre O Fantasma, O Espírito que Anda
# O Não Diga Nada aventurou-se com Brick Bradford
# O Blog do Hiroshi falou sobre a Sociedade da Justiça

 
Templates para novo blogger