MUDAMOS!!!!!

Visite também o meu novo blog, ainda mais divertido e interessante! Acesse o Estante Nerd!

**

Depois de um ano e meio tendo o Blogspot como casa chegou a hora do Reviews Quadrinhos crescer!!! O Reviews agora está se mudando pros domínios da Rede Gehspace. Agora a nova url do blog é http://gehspace.com/reviewsquadrinhos. Peço a leitores, amigos e perceiros que atualizem sua lista de favoritos.

O Ataque das Amazonas

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

o ataque das amazonas
Título: O Ataque das Amazonas

Autores: Will Pfeifer, ilustrações de Pete Woods

Preço: R$ 5,50

N° de páginas: 52

Formato: Minissérie mensal, Formato americano (17 x 26), Papel Pisa Brite, Capa couché.

Editora: Panini

Essa minissérie me causou surpresa quando a vi na banca. O enredo da série basicamente trata da vingança das Amazonas contra o patriarcado, ou seja, contra o nosso mundo, após a destruição da ilha de Themyscira durante a minissérie Crise Infinita.

As Amazonas voltam para se vingar e atacam os Estados Unidos, sem nenhum aviso prévio. O que impressiona aqui é a violência mostrada na HQ. Nas HQ´s de super-heróis a violência é grealmente moderada, mas nessa revista é diferente. Há uma cena em que as Amazonas matam o pai que está protegendo seu filho assustado durante o ataque, o matam bem na frente do menino, cortando-lhe a garganta. Logo após o pai é a vez da criança. Elas não poupam nem mesmo as mulheres. Começo chocante para uns e empolgante para outros.

Mas no decorrer da estória o meio campo ficam embolado. A participação da Liga da Justiça é estranha. Eles não interferem diretamente no conflito e ficam apenas salvando as pessoas. Agora, como pode no meio de um guerra, com a população de várias cidades sendo morta pela amazonas, com centenas ou milhares delas espalhadas pelas ruas, além de gigantes do tamanho de prédio e bestas voadoras, a Liga da Justiça não entra na luta?

Outro problema que aparece na HQ é a quantidade de leitura extra que se tem que fazer para entender totalmente o que está acontecendo. É necessário ler Crise Infinita, 52, Mundos em Guerra ( crossover onde a rainha Hypólita morre), além da revista mensal da Mulher Maravilha. Já é normal que isso aconteça hoje em dia, vide Hulk contra o Mundo. Porém na minissérie do Verdão essas leituras não fazem tanta falta e é possível fazer a leitura numa boa. Já no Ataque das Amazonas não.

A arte de Pete Woods é outro ponto negativo. Enquanto ele desenha as Amazonas, gigantes e outros monstros destruindo Washington a coisa toda anda razoavelmente bem. Mas quando ele tem que desenhar Super Homem, Batman e cia percebe-se como seu traço é fraco, ainda mais comparando com o Ed Benes, que desenhou os últimos número da revista mensal da LJA. Sem dúvida que se a arte da revista fosse melhor os leitores seriam mais simpáticos em relação a trama.

Apesar dos pontos fracos da minissérie, ela é interessante e vale a pena acompanha-lá para saber como o enredo vai se desenvolver, ainda mais com a chegada da Mulher Maravilha no final dessa primeira edição.

Nota 7,5

Hulk contra o mundo 4

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Título: Hulk contra o mundo 04 (World War Hulk 03)

Autores: Grek Pak e John Romita Jr.

Preço: R$ 5,90

N° de páginas: 52

Formato: Minissérie mensal em seis edições, formato americano, 52 páginas, papel LWC, distribuição nacional.

Editora: Panini

Sinopse:Hulk já derrotou Raio Negro, Homem de Ferro, duas equipes dos Vingadores e o Quarteto Fantástico. Agora, o Hulk terá de enfrentar o exército dos Estados Unidos, que vem ao ataque sob as ordens do general Ross, e também o mago supremo, Doutor Estranho.

Review: A ação continua constante na quarta edição. Hulk continua sendo desafiado por tudo e todos, mas está disposto a não dar ouvidos a ninguém e quer vingança a qualquer preço.

Porém ainda não está claro que caminhos essa mini irá seguir. Parece pouco provável que a Marvel queira tornar Hulk um assassino e por isso mesmo fica interessante acompanhar a estória, para ver aonde vai dar tudo isso.

Parece que o que vai ocorrer vai ser uma espécie de torneio entre os heróis Marvel, organizado pelo Hulk, para fazê-los passar por tudo o que ele passou nas arenas do planeta Saakar. Talvez, e apenas talvez, os vencedores sejam poupados da ira do Golias Esmeralda. Isso é claro se, depois que tiverem vencido os novos amigos dele, eles não tiverem que lutar contra o próprio Hulk. Ou quem sabe os heróis lutaram entre si? Não seria muito interessante essa opção, uma vez a Guerra Civil foi quase toda baseada nisso e ela acabou não faz muito tempo.

Nota 9,0

***

Leia o Review de Hulk Contra o Mundo 3 ou acesse o arquivo de reviews com todos os reviews do blog.

Liga da Justiça 68

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

liga da justiça 68
JLA #10

A saga do Relâmpago

Capítulo 4 (Conclusão)

Roteiro: Brad Meltzer
Desenhos: Ed Benes
Cores: Alex Sinclair

Chegamos a conclusão de "A Saga do Relâmpago". O fechamento desse arco ficou abaixo das expectativas. Depois de fazer tanto mistério e colocar dúvidas na cabeça do leitor, eis que no final elas persistem.

A missão da Legião dos Super Heróis não ficou bem clara. Provavelmente só a entenderemos (se é que entenderemos) em uma das centenas de páginas da mais nova crise da DC, a Crise Final (Final? Tá, me engana que eu gosto).

A única coisa que temos resposta é em relação a quem a Legião queria ressucitar. E é uma grata surpresa, diga-se de passagem. Pelo menos pra quem acompanha só a revista da Liga, mas talvez não pra quem acompanha a revista solo do herói (que eu não vou dizer quem é pra não estragar a surpresa de quem não leu ainda).

Infelizmente Meltzer, que vem fazendo um ótimo trabalho com a revista da liga, se perdeu um pouco nesse final. A narrativa ficou confusa, justamento um dos pontos fortes do seu trabalho como roteirista de HQ´s. Talvez seja sinal de que nem mesmo alguém tão talentoso quanto Meltzer consiga da conta de estórias que tem a obrigação editorial de ter ligações com mais uma mega-ultra-saga da DC que promete "revolucionar todo o universo, e nada mais será como era antes".

Tá bom, conta outra.

Nota 7,5

***

jla classified 43JLA Classified #43, 44 e 45

Fantasmas de Marte, partes 2,3 e 4

Roteiro: Justin Gray
Arte: Rick Leonard & Sean Philips
Cores: I.L.L

Por conta de mudanças (leiam-se baixas vendas) editoriais na Panini, a partir da edição 68, a revista do Lanterna Verde deixa o Mix da Liga da Justiça e passará a integrar um novo mix. Na edição 70, As revistas do Flash e da Sociedade da Justiça voltaram ao mix da LJA, de onde nunca deveriam ter saído, diga-se de passagem, além da revista da Mulher-Maravilha sair do Mix de Batman&Superman e passar a integrar também o mix de LJA.

Por conta disso, nessa edição 68, nada mais nada menos que TRÊS revistas da JLA Classified entraram no mix da Liga da Justiça esse mês! Olha, não sei nem se terei paciência de ler três capítulos seguidos de JLA Classified, quanto mais resenhá-los! Fico devendo essa pra vocês.

Tirinhas politicamente corretas (e engraçadas) do Calvin e Haroldo

calvin a haroldoPara ver mais tirinhas do Calvin e Haroldo acesse o blog Fotos da Natureza.

By the Way, literalmente

Esse post não tem nada a ver com quadrinhos, but the question is, who cares?

Encontrei no blog Spoof-landia esse spoof feito para a música "by the way" dos Red Hot Chili Peppers, com bonecos e cenários de LEGO!

Ficou muito bom, vale a pena assistir! E quem gostar vai encontrar por lá também outro spoof pra uma música dos Red Hot, "Cant Stop".

Michael Phelps pode interpretar Aquaman no filme da Liga da Justiça!

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

aquaphelps
Imagem pega "emprestada" do site Herói

Com os recordes e mais recordes quebrados por Michaels Phelps nessas olímpiadas da China, já há rumores de que a Warner/DC planeja contratar o nadador americano pra interpretar o herói Aquaman num cada vez mais remoto, mas ainda possível, filme da Liga da Justiça.

Se bem que em vez de Aquaman poderia mudar o nome do personagem pra Aquaphelps!

Homem de Ferro manda o Batman ir se feder!

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

tropic thunder
Tô me sentindo repórter de jornal sensacionalista com esse título! Bem amiguinho, a parada resumida é assim: O ator Robert Downey Jr., numa daquelas entrevistas inúteis pra promoção de filmes, no caso dele o novo filme com o Jack Black e Ben Stiller, Trovão Tropical, Downey disse que não entendeu "Batman - O Cavaleiro das Trevas", que não gosta de filmes inteligentes de Super-Heróis (então ele ta no lugar certo mesmo) e mandou a DC ir se foder! Sério mesmo!

"O caso é que eu assisti a The Dark Knight e fiquei me achando meio burro, porque não entendo essas coisas que são inteligentes demais. É como o motor Ferrari da arte da narrativa, e isso não é minha idéia do que esperar de um filme"

Na minha humilde opinião, isso não passou de um golpe de marketing (ou um belo de uma puxa-saquice pro lado da Marvel). A troco de que ele ia dizer de bobeira que é burro e mandar a DC se foder?

Leia na íntegra no Melhores do Mundo ou a versão café-com-leite do Omelete, onde não mostram os palavrões!

***

Leia aqui outras notícias sobre cinema

Liga da Justiça 67

jla 67
JLA #9

A saga do Relâmpago

Capítulo 3

Roteiro: Brad Meltzer
Desenhos: Ed Benes
Cores: Alex Sinclair

LJA e SJA continuam procurando pelos membros da Legião dos Super-Heróis. Após encontrarem todos eles, a Legião faz uma reunião secreta e conseguem relembrar o porque viajaram no tempo, e coisa boa não é...

Elogiar novamente o trabalho de Meltzer à frente da LJA é desnecessário. É incrível como ele consegue explorar bem os personagens secundários da Liga da Justiça. Não sei como outros roteiristas fizeram, mas duvido que alguém tenha conseguido deixar personagens como Vixen e Arqueiro Vermelho (também conhecido como Arsenal, Ricardito, Roy, ou simplesmente o filho do Arqueiro Verde) tão interessantes.

Mas uma coisa me incomoda na arte da revista, e me desculpem caso já tenha falado sobre isso em reviews anteriores. Ed Benes é muito competente, gosto muito do traço dele e é um dos melhores senão o melhor das revistas mensais da DC atualmente. Porém chega a incomodar o exagero que ele comete em deixar os personagens masculinos extremamente "bombados" e as personagens femininas incrivelmente gostosas. Duvido que alguma delas use um sutiã que não seja um número 50. Todas tem cintura fina e peitos extra large.

Benes poderia tranquilamente desenhar um hentai de altíssimo nível (se é que isso é possível). Tudo bem que super-heróis são fortes e bla, bla, bla, mas poderia tentar dar um pouco mais de verossimilhança, principalmente nas mulheres, que tem o traço praticamente igual.

O roteiro dessa edição deu uma embolada no meio de campo. Muita informação, personagem demais aparecendo, referências a estórias passadas da Liga. Mas nem por isso é uma edição ruim, pelo contrário, a expectativa pela próxima edição só aumenta!

Agora é comprar (ou ler através de meios alternativos) a edição #06 de SJA para ler a quarta parte do arco, e depois ler o desfecho em LJA 68.

Nota 8,5

***

green lantern 20
Green Lantern #20

O mistério da Safira estrela, parte 3

Roteiro: Geoff Johns
Arte e Cores: Daniel Acuña

Contos da Tropa Sinestro

Medo Interior

Roteiro: Geoff Johns
Arte: Dave Gibbons
Cores: Moose Baumann

Final do arco "O mistério da Safira estrela". Ótimo final pro arco. Geoff Jhons mantém o bom trabalho que faz à frente da revista do Lanterna Verde, fazendo uma boa mistura de ação, humor e preparando terreno pra próxima grande aventura do universo dos lanternas verdes. A cada edição a expectativa aumenta, ainda mais com o complemento excelente de "Contos da Tropa Sinestro", também escrito por ele.

Como era de se esperar, no final desse arco Hal consegue se livrar das Zamaronas, com muito estilo e criatividade diga-se de passagem, e salva a Vaqueira e Carol, e logo após se livrar das alienígenas, levas as duas pra tomar uns drinks. Muito a cara de Hal Jordan!

Há de se falar da arte de Daniel Acuña. Como comentei nos reviews anteriores, a arte dele alternava altos e baixos no decorrer da revista, mas nesse final de arco foi indiscutivelmente muito mais altos que baixos. O estilo peculiar de Acuña deu um brilho extra (o trocadilho fica a seu critério) a HQ, e espero siceramente que ele continue fazendo essa dupla maravilhosa com o Johns nos próximos arcos. A arte de Gibbons e Baumann para "Contos..." também está ótima, bem acima da média das revistas da DC, mas fica um pouco ofuscada pela ótima arte de Acuña.

Nota 8,5

***

jla classified 41
JLA Classified #41

Kid Amazo, Conclusão - Crepúsculo dos Deuses

Roteiro: Peter Milligan
Arte: Carlos D´Anda
Cores: I.L.L

Um bom desfecho pra uma das melhores estórias da JLA Classified até aqui. Muito bom a idéia do roteirista Peter Millingan de colocar o pertubado vilão Kid Amazo conversando com uma estátua de Nietzsche e citando Sócrates, além de parodiar/homenagear/copiar uma tragédia grega, que revela a natureza da relação entre Kid Amazo e sua namorada.

O desfecho se da com a Liga tendo que derrotar o Kid Amazo. Mas como Amazo é uma réplica perfeita de todas as personalidades e poderes da Liga, não vai ser no braço que eles vão conseguir derrotá-lo. E isso é interessante.

O roteirista lança mão dos conflitos dos membros da LJA, das coisas não ditas e acumuladas durante anos de liga (muito a ver com as últimas sagas como crise de identidade e crise infinita), para fazer com que a liga consiga derrotar um robô que parecia indestrutível, atacando no seu ponto fraco: Ele é um robô que carrega consigo várias personalidades que não são dele, e por isso não consegue administrar os conflitos que surgem, e aí ele literalmente frita e explode. Bacana. Um final um pouco tosco, mas ainda assim bacana.

Nota 7,5

***

jla classified 42
JLA Classified #42

Fantasmas de Marte, parte 1

Roteiro: Justin Gray
Arte: Rick Leonard & Sean Philips
Cores: I.L.L

Juro que quando comecei a ler achei que esse número de JLA Classified era na verdade a revista solo do Ajax, Caçador de Marte, J'onn J'ones (a você entendeu né?).

Nela há a primeira parte do arco que conta (ou seria re-conta?) as origens do Caçador de Marte, de como ele chegou na Terra e como ele entrou pra Liga da Justiça.

Não sei se as origens do Ajax já foram contadas nas HQ´s (provavelmente foram) mas o que eu sei é que eu vi, e muita gente deve ter visto, as origens dele contadas no desenho animado da Liga da Justiça.

A diferença pra outras versões da chegada dele na terra, creio eu, está na presença de uma espécie de Xamã Marciano chamado Ma'alefa'ak (malditos nomes marcianos!) que parece querer jogar J'onn contra os humanos e contra a liga da justiça também.

Comparando com as edições anteriores de JLA Classified o roteiro está muito bom e a arte está ok. O ponto negativo fica com a caracterização do Lex Luthor. Ele nem sequer parece aquele gênio do mal que é o maior inimigo do Super-Homem não pela sua força física ou poderes, mas pela sua inteligência. Aqui ele parece mais um cientista louco e rico que quer aparecer pra mídia e pro governo. Vai entender...

Nota 7,0

***

Veja aqui o review de Liga da Justiça 66

Zé do Caixão e Teoria Mirabolante

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

zé do caixão
De acordo com o blogueiro do Blogando e Andando, sexta feira é o dia na blogosfera brasileira de troca de links.

A troca de links é a maneira mais fácil de divulgar blogs e de se fazer um post sem ter que torrar muito a cabeça pensando no que se vai escrever!

Encontrei dois posts interessantes no MdM essa semana. Um com uma teoria sobre como o Pato Donald inspirou o seu Madruga. Muito boa essa, vale a pena ler! O segundo post é sobre o Zé do Caixão, que está lançando seu novo filme nos melhores cinemas do país esse mês de agosto, "A encarnação do Demônio".

O outro post que eu recomendo essa semana vem do blog Espinhaço da Jumenta. Entenda a logomarca de Pequim 2008!

Bom final de semana e segunda estarei de volta!

---

Veja outros posts relacionados a cinema

Zumbis Marvel no cinema!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Fujam para as montanhas!

Calma minha gente, a Marvel não lançou (pelo menos não ainda...) um filme com seus super-heróis transformados em zumbis nos cinemas. Trata-se de um curta metragem produzidos por fãs, aos moldes do que já foi feito com o Batman: Dead End

A qualidade está excelente para um filme amador, pena que é curtinho. Nele aparecem Homem Aranha, Hulk, Mary Jane e Capitão América (após os créditos).

Imaginem se um dia, quem sabe depois do filme dos Vingadores, a Marvel resolver produzir um filme de verdade da HQ Zumbis Marvel, com George Romero como diretor! Eu dormiria na porta do cinema pra ser o primeiro a ver isso!



Fonte: Pipoca de Bits

---

Veja outros posts relacionados a Marvel

 
Templates para novo blogger