MUDAMOS!!!!!

Visite também o meu novo blog, ainda mais divertido e interessante! Acesse o Estante Nerd!

**

Depois de um ano e meio tendo o Blogspot como casa chegou a hora do Reviews Quadrinhos crescer!!! O Reviews agora está se mudando pros domínios da Rede Gehspace. Agora a nova url do blog é http://gehspace.com/reviewsquadrinhos. Peço a leitores, amigos e perceiros que atualizem sua lista de favoritos.

Universo Marvel 33

quarta-feira, 9 de abril de 2008


universo marvel #33
Fé em monstros, parte 1

Olha, quem lê meu blog a mais tempo sabe que eu sempre detestei as hq´s dos Thunderbolts, por terem uma historinha muito chata, que saia do nada e ia pro lugar nenhum. Mas nesta edição a coisa mudou da água pro vinho! Seria coincidência o fato de Warren Ellis ter assumido os roteiros da HQ? Óbvio que não, mas não é só por iso também.

Além, é claro, dos roteiros do Ellis, que deixaram a coisa toda mais interessante, tem também todo uma trabalho da Marvel pra deixar os buchas do Thunderbolts mais interessantes. Não é a tôa que as histórias deles sempre vinham em último lugar no mix do Universo Marvel. Bem, desta vez veio em primeiro lugar e com a capa do mix! E olha, mereceu... Os Thunderbolts ficaram com um papel secundário durante a Guerra Civil, mas ao que parece no mundo Marvel pós-guerra civil eles tem tudo pra deixarem de ser buchas e serem bem mais interessantes.

Os Thunderbolts, como todos os outros heróis registrados, trabalham pro governo dos EUA. POis bem, os Thunderbolts fazem parte agora da Iniciativa dos 50 estados e em seu grupo foram inseridos vários super-vilões, como o Mercenário e o Venom, para LUTAREM PELA SEGURANÇA DOS EUA e consequentemente do mundo. Eles se regeneraram? Porra nenhuma! Eles vão receber, além de um gordo salário, uma espécie de anistia por todos os crimes que já cometeram. Em outras palavras, vilões tornaram-se super-heróis!

Nessa HQ tem uma das páginas mais genias que eu já li, que resume isso de forma magistral: Uma propaganda de TV com bonecos de ação dos vilões que trabalham com os Thunderbolts (Venom, Suplício, Soprano, Mercenário, entre outros) são retratados como "agentes da liberdade", por assim dizer, lutando contra um terrorista. E adivinhem quem é o terrorista ? O capitão América!!! Sim isso mesmo, o cara que nas HQ´s lutou desde a segunda guerra mundial pela américa virou um terrorista. Numa página só Warren Ellis criou um momento emblemático para a realidade do Universo Marvel e ainda criticou, no plano real (que porra de papo estranho) toda essa mentalidade americana de "guerra contra o terror", "guerra pelo liberdade"! SENSACIONAL!

Eu sei que sempre disse que os Thunderbolts eram uns buchas e que era pra todo mundo passar longe dessa HQ. Pois bem, agora eu falo, LEIAM! Porque está muito bom e promete ficar cada vez mais interessante!

Thunderbolts #110

Roteiros de Warren Ellis
Arte de Mike Deodato
Cores de Rain Bareto

Notas:
Roteiro: 10
Arte: 9,5

PS: Alguém conseguiu achar o Jô Soares e o Tommy Lee Jones nessa edição?!?

***
quarteto fantástico 544Reconstrução Capítulo 1: Do ridículo ao Sublime (não necessariamente nessa ordem)

No final do arco anterior, quando Sue e Reed saíram do Quarteto (de novo?!?) e entraram T´challa e Tempestadade para substituí-los, pensei "putz, lá vem mais um arco caça-níquel safado". Bem, não é que, pelo menos por enquanto, eu estava errado.

Ficamos sabendo aqui que Pantera Negra e Ororo entraram no Quarteto por pedido de Reed. Durante a Guerra Civil o clone do Thor, projetado por Reed, destruiu e embaixada de Wakanda (O Pantera e Ororo são os reis de lá) em Nova Iorque, enquanto lutava com Ororo. Reed, que precisava de alguémzeses para subistituir ele e Sue no Quarteto, além de ter um baita de um remorso, juntou o útil ao agradável (além de um pedido de Tony Stark) e convidou-os pro Quarteto enquanto ele e Sue estão em Lua de Mel e a embaixada de Wakanda é reconstruiída. Em outras palavras, ecos da Guerra Civil.

Bem, depois a guerra civil é deixado um pouco de lado e o novo Quarteto se mete em mais uma aventura cósmica com alienígenas. Eles vão falar com O Vigia sobre o desaparecimento de um corpo de um jovem herói que morreu em combate e sumiu de seu túmulo. No meio da confusão e de várias piadinhas (boas) entre Ben e Jhonny, eis que surge... sim, surge... O SURFISTA BRONZEADO! Digo, prateado! Clichê né? Pra ca*alho! Mas até que tá legal. Vamos ver no que vai dar.

Hã, alguém duvida que o Galactus vai aparecer nesse arco?

Quarteto Fantástico 544

Roteiros de Dwayne McDuffie
Arte de Paul Pelletier
Cores de Paul Mounts
Arte-Final de Rick Magyar

Notas:
Roteiro: 8,0
Arte: 8,0

***
hulk 103

Planeta Hulk - Lealdade, partes 3 e 4

Não sou muito de acompanhar as histórias do Hulk. Acho o personagem bem chato e conheço pouco da sua cronologia, no máximo eu faço uma lida superficial na HQ do verdão. Mas não é que dessa vez eu gostei!

Atualizando quem está por fora da atual fase do verdão, o Hulk e seu alter ego Bruce Banner (ou seria o contrário?) foram mandados literalmente pro espaço pelos seus mui amigos Tony Stark, Reed Richards e Strange. Bem, como vocês sabem algo da errado, como de costume e Hulk vira gladiador num planeta alienígena (tentem pensar em algo como o Filme O Gladiador).

Bem, resumindo tudo, Hulk passa de Gladiador a rei do Planeta! E não é só isso, o verdão está se sacrificando pra manter a paz no planeta, que vive uma confusão do cacete com guerras entre forças imperialistas contra anti-imperialistas, saakarianos contra insetos (tente pensar no filme Tropas Estelares, só que os insetos em vez de alienígenas, são digamos, estrangeiros no seu planeta). Isso sem falar numa raça muito estranha chamada de espinhos, que parecem uma espécie de vampiros, que precisam matar outros seres para sugar seu sangue.

Bem, o Hulk vai surpreendendo e sendo um grande rei, tendo a admiração e respeito de todas as raças que compõem o planeta e até arranjou uma rainha boazuda! Hulk e Bruce Banner nunca sonharam tão alto! Mas tem gente querendo estragar a vida de realeza do verdão, fazendo-o se lembrar de onde ele veio e o que fizeram com ele...

Palmas para o roteirista Greg Pak, que concerteza está escrevendo um dos melhores arcos que o personagem já teve. E que venha World War Hulk, que parece que vai ser melhor ainda! Não acredito que eu estou lendo Hulk, putz...

Hulk #102 e #103

Roteiros de Grek Pak
Desenhos de Aaron Lopresti
Arte-final de Sandu Florea
Cores de Chris Sotomayor

Notas:
Roteiro: 9,5
Arte: 9,5

***
Resumindo

Universo Marvel 33 é uma das melhores revistas da Marvel desse mês e se continuar assim tem tudo pra se consolidar como o melhor mix da editora no Brasil, ao menos enquanto durarem os atuais arcos.

Leia também:
A morte do Capitão América
Quarteto Fantástico 543

0 comentários:

 
Templates para novo blogger